Cosems-Am realiza o VI Congresso de Secretários Municipais de Saúde do Estado do Amazonas

por Comunicação Cosems-AM
em News
Acessos: 3754

A sexta edição do Congresso de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas foi realizada de 22 a 24 de Julho, no Amazônia Golf Resort, sob a organização do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (COSEMS-AM). Ao longo dos três dias, secretários municipais, profissionais de saúde e técnicos da área discutiram os problemas enfrentados no dia a dia e as possíveis soluções para uma melhor prestação de serviço para a população da capital e interior do estado.


 

Ainda no evento, foi elaborado um documento oficial com a participação de todos os secretários municipais pontuando as propostas para melhorar o sistema de Saúde no Amazonas.

“A ‘Carta Aberta pela Saúde do Amazonas’ será entregue a todos os candidatos ao Governo do Estado mostrando os gargalos do setor e as possíveis soluções para os problemas na Saúde. Esta será a nossa contribuição para todos os Planos de Governo deste pleito de 2018”, informa o presidente do COSEMS-AM e secretário de Saúde de Manaquiri, Januário Neto.

PRINCIPAIS PONTOS DA CARTA “A SAÚDE QUE QUEREMOS NO FUTURO DO AMAZONAS”

 I – AEROMÉDICO

II - DESCENTRALIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DE MÉDIA COMPLEXIDADE

III – REGULAÇÃO E ACESSO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE NA CAPITAL

IV - INTERIORIZAÇÃO DO SAMU

V - COFINANCIAMENTO DA ATENÇÃO BÁSICA

VI - CUMPRIMENTO EFETIVO DO FINANCIAMENTO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA

VII - FINANCIAMENTO AO TRANSPORTE ELETIVO PARA CAPITAL


A área da saúde precisa de organização em todos os níveis da administração pública, para estar bem representada dentro do Ministério da Saúde. Desta forma, o Brasil conseguirá criar uma política pública nacional que assegure, por exemplo, o financiamento da saúde na Amazônia. A tese foi apresentada pelo senador Eduardo Braga na abertura do 6º Congresso de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas, realizada na noite deste domingo (22/07).

Para Eduardo Braga, é de extrema importância o trabalho dos conselhos municipais, estaduais e federais de saúde para o desenvolvimento de políticas efetivas na área. “É fundamental que essas políticas partam das demandas do município, pois o cidadão não vive na União, ou no Estado. O cidadão vive na cidade, no bairro dele. Então esse trabalho dos conselhos, formados pelos secretários, precisa ser valorizado e apoiado de tal modo que os gargalos que ainda prejudicam a saúde pública sejam resolvidos em nosso país”, disse.

O senador lembrou que, ao longo dos seus oito anos de mandato, priorizou a saúde do Amazonas, tanto que, dois terços dos recursos conquistados por ele foram destinados a área. Ao todo, foi empenhado um montante de mais de R$ 106 milhões para programas e projetos de saúde. Mais de 71% desses recursos já foram pagos (R$ 75 milhões) e o restante deve ser liberado até o final deste ano.

HONRARIA

Por conta de seu trabalho em prol da saúde do Amazonas, o senador Eduardo Braga recebeu a medalha “Zé do SUS”. A honraria foi instituída em homenagem ao sanitarista José Rodrigues, falecido este ano, o maior defensor do Sistema Único de Saúde no Amazonas.



Com emendas parlamentares e de relator do Orçamento da União, o senador conseguiu destinar ao Amazonas 21 Unidades Básicas de Saúde Fluvial (UBSs Fluviais), 16 ambulâncias, 19 ambulanchas, 4 vans para transporte eletivo de pacientes do interior, incremento do Piso de Atenção Básica para 28 municípios e incremento para Média e Alta Complexidade de 3 municípios.

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação do Cosems-AM.