AMAZONAS REALIZA PARCERIA PARA CONTRIBUIÇÃO DA REGIONALIZAÇÃO DA SAÚDE NO BAIXO AMAZONAS

por Comunicação Cosems-AM
em News
Acessos: 327

 

O Governo do Amazonas iniciou nesta segunda-feira (15/07), em Parintins, a Implantação do PlanificaSUS, projeto que organiza as ações de saúde entre estado e municípios do Baixo Amazonas, para integração em rede do atendimento da Atenção Primária com a Atenção Ambulatorial Especializada.

O PlanificaSUS completa as ações do projeto de Regionalização da saúde, já em curso no Baixo Amazonas. Parintins é o primeiro polo do projeto de implantação das Regiões de Saúde no Estado. Com a Regionalização cada região do Estado terá um polo com unidades de saúde estruturadas e equipadas em nível hospitalar e ambulatorial. Assim pacientes do interior que precisam de consultas especializadas, exames e internação em hospitais com suporte de vida avançada, como UTIs, não precisarão vir para a capital.

O projeto inicia com a capacitação, feita pelo Hospital Israelita Albert Einstein, de profissionais dos municípios de Parintins, Nhamundá, Barreirinha e Boa Vista do Ramos e a assinatura de termo de cooperação entre Estado e os municípios para as ações do programa, desenvolvido pelo Ministério da Saúde (MS), em parceria com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

O evento contou com a presença do prefeito Bi Garcia, vice Tony Medeiros, secretário da Susam Rodrigo Tobias, além do secretário de saúde de Parintins Clerton Rodrigues e demais secretários dos municípios do Baixo Amazonas.

O projeto teve capacitação, feita pelo Hospital Israelita Albert Einstein, para profissionais dos municípios de Parintins, Nhamundá, Barreirinha e Boa Vista do Ramos e a assinatura de termo de cooperação entre Estado e os municípios para as ações do programa.


 

Fonte: Assessoria de Comunicação de Parintins.

 

COARI LANÇA CAMPANHA “JULHO AMARELO”

por Comunicação Cosems-AM
em News
Acessos: 238

A prefeitura de Coari, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) lançou a campanha de combate às hepatites virais “Julho Amarelo”, com o objetivo de ofertar testes para as Hepatites B e C, promovendo assim o diagnóstico precoce, informando a população sobre o modo de transmissão, a prevenção e o tratamento das hepatites virais.

Durante o mês de julho, o Instituto de Medicina Tropical de Coari e as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) intensificarão a oferta de testagem para Hepatites B e C em locais frequentados pelo público-alvo, assim como será realizada a entrega de folders informativos e preservativos para a população coariense. O “Dia D” da campanha Julho Amarelo acontece próximo dia 27 de Julho no Telessaúde, às 8h.

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação de Coari.

 

UBS Fluvial Arnoldo Ferreira é entregue a população de Barcelos

por Comunicação Cosems-AM
em News
Acessos: 416

 

A população do município de Barcelos recebeu com festa a sua Unidade Básica de Saúde (UBS) Fluvial. A entrega da embarcação aconteceu neste domingo (14/07), na sede do município. A UBS Fluvial Arnoldo Ferreira levará às comunidades ribeirinhas os serviços de atendimentos médico, de enfermagem, odontológico, exames laboratoriais e farmácia, entre outros.
Segundo o prefeito Edson Mendes (sem partido), a unidade fluvial é fruto do trabalho de todo o povo de Barcelos, já que representa a valorização de cada centavo do dinheiro público revertido em favor do povo mais carente.
“É uma grande conquista para a área de Saúde do nosso município. Com a UBS Fluvial, chegaremos nas comunidades mais distantes levando serviços de Saúde de qualidade à população barcelense”, explicou Edson Mendes.
Durante a entrega da UBS Fluvial, o prefeito destacou a escolha do nome para a embarcação. “A escolha é do nosso saudoso amigo Arnoldo Ferreira  que traz toda uma história de vida dedicada à saúde do povo barcelense. Homem simples, de pouco estudo, mas de um coração enorme. Essa é uma pequena homenagem ao grande Arnoldo, da terra que me criou e que me viu crescer”, disse.
 

Fonte: Assessoria de Comunicação de Barcelos.

 

AMAZONAS RECEBE ESTUDO INÉDITO DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO INFANTIL

por Comunicação Cosems-AM
em News
Acessos: 360


Inquérito visitará mais de 500 domicílios para avaliar estatura, peso e exames de sangue de crianças de até cinco anos

O Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil (Enani), pesquisa da UFRJ encomendada pelo Ministério da Saúde, chega em Amazonas para percorrer 580 domicílios em três cidades até julho. Essa é a quarta fase do inquérito, que, pela primeira vez no país, coletará informações detalhadas sobre hábitos alimentares, peso e altura de crianças de até cinco anos. Também serão realizados exames de sangue nos participantes com mais de seis meses de vida e o mapeamento sanguíneo de 12 micronutrientes, como os minerais zinco e selênio, e vitaminas do complexo B, além de investigadas informações sobre amamentação, doação de leite humano, consumo de suplementos de vitaminas e minerais, habilidades culinárias, ambiente alimentar e condições sociais da família. Ao todo, 15 mil famílias serão visitadas pelos pesquisadores do Enani, em 123 municípios brasileiros.

O objetivo do estudo é obter dados inéditos sobre o crescimento e o desenvolvimento infantil para compor um retrato da nutrição infantil no Brasil, que possa subsidiar a elaboração de políticas públicas na área de saúde e nutrição no futuro. O coordenador nacional do Enani, o pesquisador Gilberto Kac, destaca que um inquérito tão completo como este trará informações inéditas sobre alimentação infantil e o perfil de deficiência de vitaminas e minerais das crianças brasileiras. "Os dados sobre estado nutricional antropométrico poderão ajudar a responder, por exemplo, se a desnutrição está realmente diminuindo como um problema epidemiológico. Por outro lado, o estudo deverá corroborar a acertada definição do Ministério da Saúde em indicar a prevenção da obesidade com prioridade em sua agenda", adianta o pesquisador.

 

Visitas domiciliares

 A 4ª fase do Enani visita, entre junho e julho, 1.560 domicílios em 10 municípios do Acre, Amazonas, Rondônia, Roraima e Tocantins. Em Amazonas, 580 domicílios serão percorridos nas cidades de Itacoatiara, Manacapuru e Manaus. 

O Enani percorre, desde março, 6.980 casas no Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Distrito Federal, Mato Grosso e Paraná, nas três primeiras fases da pesquisa. Até o fim do ano, todos os estados brasileiros receberão os pesquisadores de campo.


Segurança

 As visitas domiciliares do Enani são realizadas por pesquisadores de campo identificados com camisas e crachás contendo o nome e a fotografia do entrevistador, além do logotipo do Ministério da Saúde. Os dados informados são sigilosos e, em hipótese alguma, os nomes das crianças ou dos seus responsáveis serão identificados.

 A participação dos indivíduos é voluntária. No início da pesquisa, o entrevistador explica todos os procedimentos e entrega aos participantes um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Esse documento informa sobre todos os detalhes do estudo e orienta como o selecionado pode entrar em contato com a central do estudo para tirar dúvidas, incluindo a opção gratuita de ligar para o número 0800 808 0990. A realização da pesquisa segue rigorosa metodologia científica e foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da UFRJ.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação do Ministério da Saude.

 

Amazonas assume diretoria no Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde

por Comunicação Cosems-AM
em News
Acessos: 244


O presidente do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (COSEMS-AM), Januário Neto, assumiu a Diretoria de Municípios Ribeirinhos e em Situação de Vulnerabilidade dentro da estrutura do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (CONASEMS). A eleição da nova diretoria da entidade aconteceu na tarde desta quarta-feira (04/07), durante Assembleia Geral que reuniu 1.699 gestores de todo país.

A Diretoria de Municípios Ribeirinhos e em Situação de Vulnerabilidade é quem fomenta a criação de critérios inclusivos na formulação de novas políticas públicas, especificamente voltados para a população que mais necessita dos serviços públicos de saúde.

Januário Neto já tem um trabalho nacionalmente reconhecido na área, por suas atuações como secretário Municipal de Saúde de Itapiranga, Manaquiri e, atualmente, Tapauá. “Com a importância da vivência in loco dos problemas cotidianos do Amazonas, que são exponencialmente diferentes do restante do país, podemos realmente criar alternativas mais inclusivas, mais palpáveis, onde realmente a população se enxergue”, declarou.

A eleição da nova diretoria do CONASEMS foi realizada durante o 35º Congresso Nacional da entidade. Willames Freire Bezerra, secretário municipal de Pacatuba-Ceará, foi eleito o novo presidente na chapa “Somos todos CONASEMS”, composta por 37 gestores municipais que passam a ocupar cargos na diretoria executiva da entidade. No cargo de vice-presidentes, assumem Charles Tocantins e Cristiane Pantaleão.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação do Cosems-AM.

 

Livro traz relatos dos trabalhadores da saúde em Tefé

por Comunicação Cosems-AM
em News
Acessos: 360


Um pouco da experiência dos trabalhadores da saúde do Município de Tefé. Esse é o conteúdo do livro “Educação Permanente em Saúde em Tefé: Qualificação do trabalho no balanço do banzeiro”, lançado nesta quarta-feira (03/07), pela editora RedeUnida, durante o 35º Congresso do Conselho Nacional dos Secretários Municipais de Saúde (CONASEMS), em Brasília.

O livro trás relatos de experiências de facilitadores que trabalham no projeto de educação permanente em saúde, além de artigos de profissionais da área. “São contadas experiências de trabalhadores nas suas áreas de atuação dentro do projeto. É um pouco da vivência de quem leva Saúde para a população do município”, comenta a secretária de Saúde de Tefé e uma das organizadoras da obra, Maria Adriana Moreira.

De acordo com Maria Adriana, o projeto conseguiu reorganizar o trabalho na área e melhorar os indicadores da saúde de Tefé. “Ainda não estamos cem por cento, mas conseguimos avançar bastante. Um exemplo é a imunização no município, que hoje conseguimos atingir a totalidade da meta, o que não acontecia antes”, lembra.

O projeto começou em 2017 e vem acontecendo de forma contínua, apesar dos cortes nos recursos. “Hoje levamos o trabalho adiante com recursos próprios do município. Incorporamos na política de saúde de Tefé, inclusive com a criação da Coordenação da Educação Permanente e do Fórum dos Trabalhadores em Saúde”, explica Maria Adriana.

Na avaliação da coordenadora do Projeto de Educação Permanente, a assistente social Renata Figueiró, atualmente, o projeto está em um momento de qualificação dos facilitadores, com treinamentos permanentes para o aprimoramento dos profissionais. “O próximo desafio é criar uma cultura dentro do funcionalismo de modo que todos compreendam a importância do trabalho”, opina.

Além do livro físico, a obra está disponível em formato digital (PDF e EPUB) no site www.editora.redeunida.org.br.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Cosems-Am.